domingo, 15 de março de 2009

Atração

Noite suave.
Encanto de sábado.
Química perfeita.
Voz suave
Desnudando emoções,
Trocas fugazes, veladas.
Não estar perto.
Distância: quero o toque, o perfume,
Sentir o imã do olhar.
Moça bonita.
Tambores na cabeça.
Beijos não trocados, abraços vazios.
Signos a decodificar.
Cuidadosa escolha das palavras.
Ah! Palavras: brincadeira sensual como uma dança
E uma taça de vinho tinto!

2 comentários:

Ghost Writer disse...

Oi Paulo!
Hoje resolvi rever teu Blog. Já conheço tuas poesias e sei também que você é a própria poesia com o condinome de Monti. Esta tua poesia "Atração" é uma verdadeira atração, sem falar no desfecho, que é uma verdadeira melodia bailando na taça de vinho. Beijos e muito sucesso! Você é merecedor, pois propaga pelo mundo afora esta nossa paixão carmim pelas letras. Parabéns meu amado amigo!!!

Ghost Writer disse...

Pra variar errei a palavra "codinome" na postagem. Não te problema. Se peco por palavras, ortografia ou pontuação, a poesia absolve-me com seu perdão. rsss Beijooooooooo